Quão bem você conhece Blade Runner?

Com Blade Runner 2049 se aproximando dos cinemas, que tal fazer um quizz para avaliar seus conhecimentos do clássico de 1982? Minha pontuação foi de 85% de acertos, qual a sua?

http://epicstream.com/quizzes/How-Well-Do-You-Know-Blade-Runner

Anúncios

#Curta: Tears In The Rain

Baseado no universo do livro Androides Sonham Com Ovelhas Elétricas?, de Philip K. Dick, a produção sul africana Tears In The Rain é uma curta metragem, que mergulha profundamente na estética de Blade Runner (1982).

Escrito e dirigido por Christopher Grant Harvey, Tears In The Rain nos brinda com um interessantíssimo plot, movido pelo questionamento: se replicantes são indistinguíveis dos humanos, o que aconteceria se um humano fosse “aposentado” por acidente? Essa abordagem é apresentada pelo engenheiro John Kampff, personagem que se complementa a história de detecção de replicantes de maneira brilhante.

A ambientação segue o denso clima do filme de 1982, além de trabalhar com outros recursos quase idênticos, como a trilha sonora, luzes e figurino. A pós-produção acabou exagerando no volume da música, que compete com as vozes dos atores e deixando o som ambiente um pouco esquecido. As atuações e o uso da câmera fazem o preço da produção, estimado em somente $1500, ser quase inacreditável. Infelizmente, o vídeo disponibilizado não tem legendas, fato que prejudica os não falantes da língua inglesa, pois todo o roteiro é baseado em diálogos.

Esse não é o único projeto feito por fãs que homenageia esse clássico do cinema, existe ao menos mais um a caminho de um crowdfunding. O meu medo é que essas produções acabem sendo melhores do que a continuação prevista para estrear em 2017.

Site oficial: http://www.christophergrantharvey.com/tears-in-the-rain.html

Ou assista pelo Vimeo: https://vimeo.com/201415219

#Curta: Loom

Escrito e dirigido por Luke Scott, filho de Ridley Scott, Loom nos apresenta um futuro onde a biotecnologia é explorada ao ponto de existirem direitos de uso do código genético, fato questionado pelo técnico de laboratório Tommy, interpretado por Giovanni Ribisi – O Resgate do Soldado Ryan (1998), Avatar (2009) e muitos outros.

A curta foi realizada para testar os limites de uma tecnologia que ainda era pouco usada em 2012, o 4k. Por isso, me surpreendi com a qualidade entregue de outros fatores, como: direção, atuação, fotografia e trilha sonora. Apenas não apreciei alguns dos efeitos sonoros, que ficaram exagerados.

A ampla gama de cores testadas nos cenários, dão um clima bem único a curta metragem, que também consegue entregar detalhes bem nítidos em ambientações escuras. Muitos compararam a obra com Blade Runner, principalmente pelo aspecto distópico. A trama questiona o tecnocorporativismo e encerra com uma citação de Origem das Espécies, de Charles Darwin.

Por fim, vale dizer que Luke dirigiu um longa, Morgan (2016), que mistura os gêneros horror e sci-fi. O filme teve seu trailer feito pelo computador IBM Watson, após a análise de centenas de trailers do gênero com as técnicas de aprendizado de máquina (learning machine). Luke parece seguir os passos do pai, o que pode ser um bom sinal para os fãs de ficção especulativa.

Como a resolução em 4k e 3D somente foram exibidas nos cinemas, temos de nos contentar com o 720p HD:

Blade Runner Sketchbook

Publicado pela Blue Dolphin Enterprises em 1982, o livro de esboços do aclamado Blade Runner, se encontra disponível online. Ele se tornou uma raridade, pois há anos se encontra fora de tiragem. Como o filme veio a se tornar um clássico do cinema de ficção, ele virou item de colecionador. Em uma pesquisa pela Amazon e AbeBooks, por exemplo, é possível encontrá-lo entre valores de U$ 300,00 a U$ 1.500,00 dólares, além da quantidade de exemplares ofertados, ser pequena.

Um livro como esse, raro e de preço tão elevado, estar disponível na internet, é uma grande oportunidade aos fãs da obra, que não teriam acesso a ela por outra maneira. O seu conteúdo é fascinante, principalmente aos entusiastas de design e ilustrações temáticas. Há esboços de variados objetos e cenários do filme, sendo introduzidos por uma breve explicação de seu conceito como parte daquele universo, como exemplo, a máquina Voight-Kampff (que detecta replicantes), os veículos e a Magnum .357 de Deckard.

A arte é assinada por Syd Mead, Mentor Huebner, Charles Knode, Michael Kaplan e Ridley Scott. Para quem não sabe, o famoso diretor Ridley Scott, também é ilustrador. Reuni alguns links com o material completo online, não estranhe se demorar para carregar, pois são mais de 90 páginas:

http://goonies1632.free.fr/bftp/Blade%20Runner%20Sketchbook.pdf

https://issuu.com/futurenoir/docs/bladerunner_sketchbook

http://imgur.com/a/rrDkL

#HQ: Blade Runner

Em 1977, a Marvel começava a lançar adaptações de filmes para os quadrinhos, pela Marvel Super Special. A maioria dos títulos lançados eram baseados em filmes de ficção, a exemplo de Star Wars, Jornada nas Estrelas e Duna. A edição #22 trouxe a adaptação de Blade Runner, com roteiro de Archie Goodwin, desenhos de Al Williamson e Carlos Garzon, e pintura de Williamson, Dan Green e Ralph Reese.

Continuar lendo

Blade Runner 8 Bit

O canal CineFix realiza versões de clássicos do cinema no nostálgico formato de jogos 8 bits. Geralmente são vídeos de curta duração, entre 2 e 3 minutos, apenas com a trama principal do enredo. O resultado é incrível, surpreendendo com detalhes marcantes para quem já assistiu ao filme. Confira a versão feita para o clássico Blade Runner:

Canal no YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCVtL1edhT8qqY-j2JIndMzg