#Curta: Loom

Escrito e dirigido por Luke Scott, filho de Ridley Scott, Loom nos apresenta um futuro onde a biotecnologia é explorada ao ponto de existirem direitos de uso do código genético, fato questionado pelo técnico de laboratório Tommy, interpretado por Giovanni Ribisi – O Resgate do Soldado Ryan (1998), Avatar (2009) e muitos outros.

A curta foi realizada para testar os limites de uma tecnologia que ainda era pouco usada em 2012, o 4k. Por isso, me surpreendi com a qualidade entregue de outros fatores, como: direção, atuação, fotografia e trilha sonora. Apenas não apreciei alguns dos efeitos sonoros, que ficaram exagerados.

A ampla gama de cores testadas nos cenários, dão um clima bem único a curta metragem, que também consegue entregar detalhes bem nítidos em ambientações escuras. Muitos compararam a obra com Blade Runner, principalmente pelo aspecto distópico. A trama questiona o tecnocorporativismo e encerra com uma citação de Origem das Espécies, de Charles Darwin.

Por fim, vale dizer que Luke dirigiu um longa, Morgan (2016), que mistura os gêneros horror e sci-fi. O filme teve seu trailer feito pelo computador IBM Watson, após a análise de centenas de trailers do gênero com as técnicas de aprendizado de máquina (learning machine). Luke parece seguir os passos do pai, o que pode ser um bom sinal para os fãs de ficção especulativa.

Como a resolução em 4k e 3D somente foram exibidas nos cinemas, temos de nos contentar com o 720p HD:

Anúncios

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s