O fator Musk

O campo tecnológico ganha cada vez mais destaque na mídia. Dessa forma, é natural que a imagem de personalidades desse meio sejam exploradas. Steve Jobs era uma dessas pessoas e, ao que parece, o mundo encontrou um substituto a altura: Elon Musk. Ambos conseguiram se fazer ouvir e criar uma resposta de mercado para suas propostas inovadoras.

2534551796ee0a2638b462ce82e33b65091b1d42_1600x1200

Pay Pal, Space X, Tesla Motors, Hyperloop, SolarCity e OpenAI. Musk é responsável por tentar trazer ao nosso presente, ideias que pareciam pertencer ao futuro. Sua atuação dentro da indústria, pesquisa e desenvolvimento, está acelerando nosso acesso a serviços e produtos que sempre fizeram parte do imaginário da ficção especulativa. Digo isso, principalmente pelos carros autônomos da Tesla Motors, pois eles já estão em circulação há algum tempo. Apesar de ainda não serem baratos, a tendência de retirar o motorista dessa equação, é cada vez maior. O próprio Uber já lançou seu serviço de carros que dispensam os motoristas, e agora pretende fazer o mesmo para veículos voadores em um futuro próximo.

Mas não só de veículos autônomos vive a ficção especulativa. A viagem espacial é uma das maiores temáticas dessa literatura. Novamente, temos o fator Musk nessa equação, desenvolvendo a tecnologia e ajudando a criar o mercado de turismo espacial. Vídeos da SpaceX aterrissando verticalmente, viralizaram entre os canais de notícias por todo o globo.

Não faz muito tempo que, mais uma vez, Musk incendiou a mídia com uma de suas apresentações, onde uma telha capaz de produzir energia limpa, coloca em xeque muitas questões que são discutidas há anos, como sustentabilidade e menor dependência de usinas elétricas, uma área que movimenta bilhões em dinheiro. Uma mudança em larga escala para o uso desse material, reduziria os custos com a produção de energia e ainda corresponderia de forma sustentável ambientalmente. É nesse ponto que a tecnologia ATUAL cria um abalo em nossa realidade cyberpunk. Ideias como essa correspondem a mais ou menos aquilo que o Solarpunk propõe. Os veículos da Tesla Motors são movidos a baterias elétricas, não queimam combustíveis fósseis e não geram gases que provocam o efeito estufa. Será que o futuro nos reserva algo melhor do que vivenciamos agora, ou essa impressão é apenas o efeito momentâneo do surgimento de novas tecnologias?

Em uma entrevista recente, Musk afirma que a renda básica universal será necessária, pois a automação irá substituir os postos de trabalho. Nessa questão, ele acaba entrando em debates que futurólogos tem cada vez mais nos alertado, sobre um dia não haver mais necessidade de trabalho. Nesse ponto, a tecnologia irá nos propiciar uma transição adequada e igualitária, ou isso será destruído pela nossa realidade cyberpunk, aumentando ainda mais o abismo entre os ricos e pobres?

De um jeito ou de outro, Elon Musk está acelerando esse processo e personalidades como ele, que tem essa capacidade de dialogar com a tecnologia da nossa era, tendem a ser cada vez mais comuns.

Anúncios

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s