#Curta: Mech: Human Trials

Patrick Kalyn, renomado artista de efeitos visuais − Avatar (2009); Distrito 9 (2009); Eu, robô (2004) e muitos outros − também se arrisca como diretor, escritor e produtor,  contendo quatros curtas em seu currículo até o momento. Em Mech: Human Trials (2014), um homem chamado Luke, que após um acidente grave, é introduzido a uma droga designer, que promete restaurar o seu corpo devastado. Porém ele começa a ser consumido pela droga literalmente, perdendo sua humanidade.

O conceito de droga designer introduzida na curta metragem, é bem interessante, criando um diferencial entre essa e outras obras. Sua concepção, apesar de não ser datada, é notavelmente nowpunk. Se tratando de uma curta, o tempo disponível para elaborar os argumentos é pequeno, o que contribuí para um final inconclusivo, o que não torna a ideia original menos instigante, abordando o tema tecnológico ao mesmo tempo em que causa uma transformação física e psicológica no protagonista. Os efeitos especiais são modestos, apesar de Patrick Kalyn ser um grande nome na área. Quem sabe algum dia, algum estúdio não lhe de uma chance de adaptar em uma longa metragem.

Anúncios

Um comentário sobre “#Curta: Mech: Human Trials

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s