Carbono Alterado

*Atenção: essa postagem será atualizada em um futuro próximo

Carbono Alterado (título em português de Portugal) é um romance cyberpunk lançado em 2002. Mesclando ficção científica com hardboiled (romance policial), o livro, que sequer foi lançado no Brasil, virou um grande sucesso no exterior. Seu autor, Richard K. Morgan, é um britânico que dava aulas de inglês e se tornou um escritor de tempo integral após o sucesso do livro. Não é para menos, afinal os direitos de adaptação cinematográfica do livro, foram vendidos por U$ 1.000.000,00 para o produtor Joel Silver (produziu diversos filmes, como: Predador, Trilogia Matrix, V de Vingança entre outros).

Altered Carbon, título original em inglês.

Sinopse: No século XXV é difícil morrer para sempre. Os humanos têm um stack cortical implantado nos corpos onde a consciência é armazenada, podendo ser feito um download para um novo corpo se necessário. E enquanto o Vaticano tenta banir essa atividade para os católicos, o secular multimilionário Laurens Bancroft contrata Takeshi Kovacs para descobrir quem assassinou o seu último corpo. A polícia diz que foi suicídio, mas Bancroft sabe que nunca se mataria. A consciência de Kovacs, cujo último corpo acabara de ter uma morte violenta a muitos anos de luz da Terra, é inserida no corpo de um polícia para investigar este estranho caso. E, para o resolver, Kovacs terá, entre outras coisas, de destruir alguns inimigos do passado e lidar com a atração que sente por Kristin Ortega, a mulher que amava o corpo onde ele agora se encontra. Num mundo onde a tecnologia já oferece o que a religião apenas promete, onde os interrogatórios em realidade virtual significam que se pode ser torturado até à morte e depois recomeçar de novo, e onde existe um mercado negro de corpos, Kovacs acaba de descobrir que a última bala que lhe desfez o peito é apenas o começo dos seus problemas…

O livro recebeu o prêmio Philip K. Dick de melhor romance, em 2003. Enquanto o livro não é lançado no Brasil, é possível adquiri-lo nas grandes livrarias na versão em português de Portugal. O fato de não ter havido uma edição nacional, não é exatamente um novidade para os fãs de literatura de ficção científica desse país. Muitos autores novos não são lançados por aqui, afinal as editoras lucram muito mais com os já consagrados autores do passado.

Richard K. Morgan

Em 2003 e 2005 foram lançadas as continuações da história, fechando a trilogia Takeshi Kovacs. São elas: Broken Angels (2003) e Woken Furies (2005). Após o sucesso de seu livro, Richard K. Morgan se mostrou ser um autor versátil e talentoso, escrevendo títulos de fantasia, roteiros para HQs e jogos eletrônicos.

Tenho preferência por indicar review de livros de parceiros do Worpress. Como não consegui localizar nenhuma desse livro por aqui, aí vai uma do blog A Lâmpada Mágica, que fez um ótimo texto: http://lampadamagica.blogspot.com.br/2010/08/lido-carbono-alterado.html

Anúncios

3 comentários sobre “Carbono Alterado

  1. A editora Aleph tem interesse em lançar o livro Altered Carbon, de acordo com o editor Daniel Lameira. Porem o numero de lançamentos deles já está cheio até 2017.

    Inclusive miito autor de FC atual sairá e já está sai do no Brasil oq, ainda bem, está deixando as informacoes desse post desatializados.

    Enquanto isso lerei na versao portuguesa mesmo.

    Curtido por 1 pessoa

    • A melhor coisa que pode acontecer aos fãs de FC, é esse post se tornar desatualizado, mas até 2017 e além, ainda tem muito tempo. As edições da Aleph são incríveis, mas ela é tão focada em clássicos… O público também influencia nessa questão, se o cenário nacional fosse maior, com certeza veríamos lançamentos mais frequentes. É os mesmo caso com autores nacionais, muitos não os leem, infelizmente.
      Por isso que, assim como você, adquiri minha cópia em português de Portugal mesmo, o tempo de espera ainda é longo, se em 13 anos ainda não vimos livros ganhadores de prêmios por aqui, imagine a trilogia inteira do autor…
      E parabéns pelo Culturama, ainda não conhecia o blog, gostei de tocar no tema de literatura nacional lá.

      Curtir

  2. Pingback: Erros – Parte IV | Cyber Cultura

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s